Solidariedade, nucleação e visibilidade

Solidariedade:

O Programa vem estabelecendo sistematicamente articulação com movimentos sociais, especialmente com o MST e Fóruns de Luta por Direitos. Um exemplo pode ser dado pelo Comitê de Defesa da Revolução Cubana Internacionalista do ES no interior do qual foram feitas articulações para a cooperação internacional com a Universidade de Havana.

Há ainda o atendimento e articulação com organizações governamentais (através de técnicos ou atendimento a solicitações). Uma prática foi a presença maciça de assistentes sociais em todos os eventos promovidos pelo Programa de Pós-Graduação em Política Social, colaborando na Educação Permanente dos profissionais. Um parceiro neste percurso foi o Conselho Regional de Serviço Social, através da ampla divulgação dos Encontros, Seminários, palestras desenvolvidas pelo Mestrado e realização de pesquisa conjunta.

Outro espaço importante ocorre via conselhos gestores de políticas públicas e conselhos de direitos, através de ações que contribuem para o fortalecimento dessas instâncias de controle social. Entre esses parceiros, destaca-se o Conselho de Gestores Municipais de Assistência Social do Espírito Santo (COGEMASES) que vem assegurando as condições básicas de acesso às secretarias municipais de Assistência Social para realização da pesquisa "Particularidades da Política de Assistência Social no estado do Espírito Santo".

O programa desenvolve, através de seus docentes, atividades junto ao MST (curso de Especialização em Economia Política, atividades de formação política), estabelecendo trocas fundamentais para o fortalecimento de movimentos nacionais de lutas por direitos.
Desenvolve também atividades de colaboração com a Escuela de Cuadros (Ong de Caracas – escueladecuadros [at] gmail.com) que organiza cursos de formação política em vídeos e que realiza programas em TV na CatiaTve (Canal de televisão comunitário em Caracas).
Participa das atividades junto a Associação Político-Cultural Rosa Vermelha.
A pesquisa "Sistemas de proteção Social brasileiro e cubano" envolveu uma parceria entre o Programa de Pós-Graduação em Política Social da UFES, o Programa de Pós-Graduação em Serviço Social da PUCRS e o Programa de Pós-Graduação em Economia Política da PUCSP. Esta parceria tem possibilitado um avanço a todos os parceiros. Foi disponibilizado um livro eletrônico com o levantamento de bibliografia de 1985 a 2008 sobre o tema da pesquisa disponível no endereço: .

Uma contribuição efetiva na esfera regional vem se dando aos cursos de Graduação existentes no Espírito Santo: qualificando docentes e possibilitando aos alunos das Instituições privadas de ensino superior (do ES e de Minas Gerais) um espaço de aprendizado via Encontros Nacionais de Política Social (principalmente os inseridos nos cursos à distância).

Impacto educacional
Em 2011 foi produzido um vídeo com as aulas do professor Reinaldo Carcanholo sobre "O capital" e disponibilizadas na internet () e atualmente em fase de edição para disponibilização em CD.
Foi produzido também pelo professor Carcanholo o livro "Capital: essência e aparência" utilizado como material na Graduação e Pós-Graduação.

Impacto Social
As atividades vinculadas às atividades de extensão desenvolvidos foram:

  1. Universidade Aberta à Terceira Idade – Unati - É um Projeto de Extensão que visa a contribuir para o fortalecimento da cidadania do idoso enquanto sujeito de direitos, inserido em um contexto político, econômico e sociocultural da sociedade contemporânea, pela via da educação continuada). Conta com cerca de 200 alunos por semestre. A UnaTI é um rico e dinâmico espaço de trocas afetivas, intelectuais e metodológicas. É uma das atividades semanais do NEEAPI (Núcleo de Estudos sobre o Envelhecimento e Assessoramento à Pessoa Idosa) e constitui-se como um programa permanente, há cerca de 15 anos, além de ser um campo efetivo de pesquisa para estudantes de Graduação, Pós-graduação e profissionais do estado. Em 2011, o NEEAPI coordenou o Fórum Políticas Públicas de Proteção à Velhice no Espírito Santo, no Congresso de Geriatria e Gerontologia do Espírito Santo no dia 26 de maio de 2011, além de palestras em diferentes Fóruns afetos ao tema do envelhecimento.

  2. Participação no Rede Alerta - O NEMPS faz parte da Rede Alerta (vinculada à Rede Brasil) desde janeiro de 2012. A Rede Alerta (Antes Rede Alerta Contra o Deserto Verde) é uma articulação de movimentos sociais do Espírito Santo destinada a promover, intensificar, apoiar e fortalecer as lutas sociais no campo e na cidade contra todas as formas de exploração e discriminação existentes na sociedade capitalista no Espírito Santo e no Brasil. Para tanto desenvolve atividades de formação técnica e política e de articulação e comunicação. O NEMPS, por ser um núcleo cujos projetos de extensão trabalham com a formação política de lideranças de movimentos sociais, contribui, particularmente, com o desenvolvimento das atividades de formação.

  3. Projeto Inclusão Digital DE JOVENS DAS ÁREAS DE REFORMA AGRÁRIA NO ES - convênio com Ministério das Comunicações, envolvendo 150 jovens de assentamentos do ES diretamente; e "Curso de introdução à economia política e desenvolvimento agrário", 80 estudantes e pessoas vinculadas a movimentos sociais de todo o país.

4.Curso de Especialização "Economia e Desenvolvimento Agrário"– desenvolvido no âmbito do Programa Nacional de Educação da Reforma Agrária (PRONERA) do Incra, envolvendo estudantes e pessoas vinculadas aos assentamentos rurais de todo o país, a II turma está se encerrando com 29 concluintes, e a III será aberta com perspectiva de 50 vagas.

  1. Curso de Especialização Economia e Desenvolvimento Agrário - curso gratuito e oferecido pelo Departamento de Economia da UFES em convênio com a Escola Nacional Florestan Fernandes (ENFF). É uma atividade da qual participam voluntariamente professores de diversas universidades deste país (UFES, UNICAMP, UFRJ, USP, UFPB, UFF, dentre outras). Integram o curso 38 alunos de 14 estados da federação, relacionados a diversas áreas do conhecimento, tais como matemática, agronomia, filosofia, economia, engenharia florestal, administração, história, dentre outras.

  2. Curso de Especialização em Segurança Pública - A pós-graduação é gratuita, financiada com recursos da Secretaria Nacional de Segurança Pública (SENASP)/Ministério da Justiça em parceria com a Universidade Federal do Espírito Santo (UFES). Este curso possibilita o acesso gratuito à formação pós-graduada a profissionais encarregados da aplicação da Lei, atuantes no campo da política de Segurança Pública no Estado do Espírito Santo, subsidiando a compreensão do fenômeno da violência que está disseminada em todas as camadas sociais, bem como a intervenção qualificada dos profissionais de segurança pública, na perspectiva democrática e interdisciplinar com vistas ao fortalecimento do planejamento e da gestão integrada das ações de segurança pública e do exercício de competências técnicas e científicas.Difunde a cidadania, os direitos humanos e a educação para a paz como diretrizes para a atuação profissional dos policiais.

  3. O NEMPS integrou Grupo de trabalho organizado pela Secretaria de Assistência Social, Trabalho e Direitos Humanos visando a proposição de cursos e atividades de capacitação dos trabalhadores da Assistência Social do estado do Espírito Santo. Como um de seus produtos foi formulado um projeto de curso de Pós-Graduação Lato Sensu para os trabalhadores da Assistência Social em nível municipal e estadual, a ser desenvolvido em 2012.
    Participação em Grupo de Trabalho da SEASTDH (Secretaria Estadual de Assistência Social, Trabalho e Direitos Humanos) para proposição de cursos e atividades de capacitação dos trabalhadores da política de assistência social de todo o Espírito Santo.
    Grupo de Trabalho da SEASTDH (Secretaria Estadual de Assistência Social, Trabalho e Direitos Humanos) para proposição de cursos e atividades de capacitação dos trabalhadores da política de assistência social de todo o Espírito Santo.

Visibilidade:

O Programa desenvolve um conjunto de atividades que impacta em seu meio, acadêmico e social, e o projeta como um espaço de produção de conhecimento, de interlocução acadêmica, mas também de compromisso social e envolvimento efetivo com temas e questões que implicam a sociedade - através de atividades de ensino, pesquisa e extensão realizadas pelos núcleos e grupos de estudo vinculados ao programa, conforme descritas no tópico 9, que trata da inserção social. Outras fontes de visibilidade do programa estão assim organizadas:

  1. A Revista Argumentum, do Programa de Pós-Graduação da Universidade Federal do Espírito Santo, classificada como A2 pelo Qualis Periódicos/Capes, constitui um importante veículo de divulgação de pesquisas, artigos e discussões acadêmicas de caráter interdisciplinar nos eixos temático Política Social, Estado e Sociedade, sem, contudo, deixar de publicas outros trabalhos de relevância para a Área. Os esforços para melhorar sua qualificação e abranger maior número de leitores são contínuos. Desde 2015, sua periodicidade passou a ser quadrienal e o acesso à Revista é livre e imediato, pois disponibilizada em meio eletrônico (http://www.periodicos.ufes.br/argumentum) e em mais 09 indexadores ou base de dados (Redalyc, Diadorim, Latindex, Sherpa/Romeo, Red de Bibliotecas Virtuales de Clacso, Clase, Diadorim, DOAJ e GeoDados), o que vem permitindo um crescimento da leitura dos textos completos dos trabalhos publicados, garantindo o princípio da democratização do conhecimento.

  2. Ao lado dos canais institucionais do PPGPS, os núcleos e grupos de pesquisa mantém páginas específicas, editam e publicam folhetos/boletins relativos às suas atividades, o que contribui para dar visibilidade ao PPGPS

  3. As dissertações e teses do PPGPS estão disponíveis nessa página e no Banco Digital de Teses e Dissertações (BDTD) vinculado à Biblioteca Central de UFES, além de estar assegurado o acesso a uma cópia física ou versão impressa das dissertações e teses, na Biblioteca.

  4. A participação regular de professores e estudantes do programa em eventos científicos da área ou de áreas afins, locais, nacionais e internacionais, com apresentação de trabalhos é também uma forma de dar visibilidade ao Programa e à produção acadêmica de seus docentes e discentes. O PPGPS, com apoio da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação da UFES, tem garantido a ajuda de custo necessária (passagens e diárias) para assegurar a participação de docentes em eventos científicos, nacionais e internacionais.

Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910